Acesso a
profissionais
Público

Cistite

Na maioria dos casos, a cistite é causada pelo aparecimento de uma estirpe de Escherichia coli, proveniente do intestino, na bexiga. A microbiota urinária também é modificada em casos de infeção.

A higiene excessiva é um fator de risco

A cistite afeta 30% das mulheres ao longo da sua vida. Os fatores de risco incluem obstrução do trato urinário, relações sexuais, cateteres urinários, disfunção neurológica e gravidez. Um excesso de higiene íntima também é um fator de risco, provavelmente pelo menos tão comum quanto a falta de higiene.1,2

Bactérias de origem intestinal

A infeção é de origem bacteriana. As estirpes envolvidas estão naturalmente presentes na microbiota intestinal, mas são distintas daquelas que causam infeções intestinais.3,4 A Escherichia coli é o principal agente patogénico e as estirpes em questão fazem parte do grupo “ExPEC” (E. coli patogénica extraintestinal). A comparação da microbiota urinária em mulheres com cistite intersticial revela uma redução na diversidade microbiana e um aumento de lactobacilos em comparação com mulheres saudáveis.5

Alternativas aos antibióticos

O tratamento baseia-se na utilização de antibióticos, mas o aumento da resistência a antibióticos é uma grande preocupação e estão a ser procuradas alternativas. Estão a ser feitos esforços para prevenir recorrências por aplicações vaginais ou ingestão oral de lactobacilos. Estes têm-se mostrado eficazes para certas estirpes de L. rhamnosus, L. reuteri e L. crispatus.6,7,8 Esta prova é, no entanto, muito fraca para utilização clínica.6,7 Os arandos  parecem ser eficaz na prevenção de recorrências, mas continua a ter de ser comprovada.

 

Fontes :
1. Whiteside SA et al. The microbiome of the urinary tract--a role beyond infection. Nat Rev Urol 2015 ; 12 : 81-90. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25600098
2. Hilt EE et al. Urine is not sterile: use of enhanced urine culture techniques to detect resident bacterial flora in the adult female bladder. J Clin Microbiol 2014 ; 52 : 871-6. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3957746/
3. Köhler CD, Dobrindt U. What defines extraintestinal pathogenic Escherichia coli? Int J Med Microbiol 2011 ; 301 : 642-7. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21982038
4. Starcic Erjavec M et al. Virulence potential for extraintestinal infections among commensal Escherichia coli isolated from healthy humans†the Trojan horse within our gut. FEMS Microbiol Lett 2015 ; 362 : fnu061. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25657191
5. Siddiqui H. et al. Alterations of microbiota in urine from women with interstitial cystitis. BMC Microbiol. 2012 Sep 13;12:205. doi: 10.1186/1471-2180-12-205. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22974186
6. Beerepoot MA et al. Nonantibiotic prophylaxis for recurrent urinary tract infections: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. J Urol 2013 ; 190 : 1981-9. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/PMH0059210/
7. Reid G et al. Oral use of Lactobacillus rhamnosus GR-1 and L. fermentum RC-14 significantly alters vaginal flora: randomized, placebo-controlled trial in 64 healthy women. FEMS Immunol Med Microbiol 2003 35 : 131-4. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12628548.
8. Stapleton AE et al. Randomized, placebo-controlled phase 2 trial of a Lactobacillus crispatus probiotic given intravaginally for prevention of recurrent urinary tract infection. Clin Infect Dis. 2011 May;52(10):1212-7
9. Kontiokari T et al. Randomised trial of cranberry-lingonberry juice and Lactobacillus GG drink for the prevention of urinary tract infections in women. BMJ 2001 ; 322 : 1571. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11431298

Patologias

  • Prostatite

    Na sua forma aguda, a inflamação da próstata, ou prostatite, é mais frequentemente causada por uma infeção. Na sua fo...

    Voir
Biocodex Microbiota Institute

Biocodex Microbiota Institute: um lider internacional em Microbiota

Voir