Manual de Avaliação Diagnóstica no Síndrome do Intestino Irritável (SII)

SII

Quantos pacientes a sofrerem de problemas intestinais vê por semana? Quantos são diagnosticados com síndrome do intestino irritável (SII)? Sabia que alguns pacientes sofrem mais de 4 anos até receberem um diagnóstico médico formal de SII? 

Até 75% das pessoas com Síndrome do Intestino Irritável (SII) podem ficar por diagnosticar. Diagnosticar adequadamente a SCI pode ser difícil e contingente, trata-se de uma doença complexa que é difícil de explicar ao seu paciente durante uma consulta do tipo habitual. 

Por isso, o Prof. Jean-Marc Sabaté, o Prof. Jan Tack, o Dr. Pedro Costa Moreira e o Biocodex Microbiota Institute criaram uma ferramenta com uma lista de verificação para melhor diagnosticar a SII e poder comunicar com o seu paciente. Esta ferramenta para a SII recebeu o aval da Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO= World Gastroenterology Organization)

Publicado em 21 Dezembro 2022
Atualizado em 13 Janeiro 2023
Actu GP : La dysbiose vaginale à l’origine de certains cas d’infertilité ?

Sobre este artigo

Publicado em 21 Dezembro 2022
Atualizado em 13 Janeiro 2023

Sumário

Sumário

O que você encontrará no manual de avaliação diagnóstica no Síndrome do Intestino Irritável (SII)?

Caro profissional de saúde, vai encontrar pela primeira vez toda a informação de que necessita numa ferramenta útil de diagnóstico do SII: 

  • Ilustrações simples para explicar a doença, os sintomas e a fisiopatologia
  • Os critérios de diagnóstico e os subtipos de SII
  • Uma lista de verificação para os sintomas de alarme, para ajudá-lo a confirmar o seu diagnóstico
  • A lista de exames que são necessários, os recomendados em casos específicos e, finalmente, os que não são úteis como teste de rotina
  • Os quatro conceitos gerais de tratamento
  • Uma proposta de frequência para a realização dos cuidados de acompanhamento

Como definir o SII?

O que sabemos sobre a fisiopatologia?

Como diagnosticar o SII?

Quais são os sinais de alerta? 

Que investigação complementar é necessaria?

Qual a terapêutica geral?

Como acompanhar o utente?

Criado por

Prof. Jean-Marc Sabaté

O Professor Jean-Marc Sabaté trabalha como consultor no Departamento de Gastroenterologia, Hospital Universitário de Avicenne, Bobigny, França, e é professor de Gastroenterologia na Universidade Sorbonne Paris Nord. Desde 2002, prossegue a sua investigação no campo da Síndrome do Colón Irritável (SCI) na unidade INSERM U-987 «Fisiopatologia e farmacologia clínica da dor» (Hospital Ambroise Paré, França). É o cofundador e Presidente do conselho científico da associação APSSII (Associação Francesa de Doentesque sofrem de síndrome do intestino intestinal).

Prof. Jan Tack

O Professor Jan Tack é atualmente chefe da clínica no Departamento de Gastroenterologia, professor de Medicina Interna e presidente do Departamento de Medicina Clínica e Experimental da Universidade de Leuven, Bélgica. O professor Jan Tack é também o investigador principal no Centro Translacional de Investigação de Doenças Gastrintestinais (TARGID) da Universidade de Leuven. É atualmente um dos principais investigadores clínicos e básicos no campo da motilidade gastrointestinal. É o presidente da Fundação de Roma para as Doenças Gastrointestinais Funcionais.

Dr. Pedro Costa Moreira

O doutor Pedro Costa Moreira trabalha como gastroenterologista no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa - Penafiel, Porto, Portugal. Dedicou-se especialmente aos campos das doenças biliar-pancreáticas e endoscopia avançada (ultrassom endoscópico, colangiopancreatografia retrógrada endoscópica/ERCP ). Ao mesmo tempo, é coordenador e consultor científico em eventos formativos na plataforma (MGFamiliar.net). Iniciou a sua formação médica no Centro Hospitalar Universitário de São João’ – Porto, Portugal.

Endossado por

A Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO) 

A Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO) é uma federação de 119 sociedades membros e quatro associações regionais de gastrenterologia que representam mais de 60.000 membros individuais em todo o mundo. A WGO concentra-se na melhoria dos padrões de formação, instrução e prática da gastroenterologia, hepatologia e outras disciplinas relacionadas a nível mundial. https://www.worldgastroenterology.org/

Obtenha a ferramenta impressa oficial!

Peça ao seu representante local o folheto formato leque do manual de avaliação diagnóstica no síndrome do intestino irritável (SII)

Para saber mais

Tudo o que precisa de saber sobre a Síndrome do Intestino Irritável (SII)

Materiais exclusivos dedicados à Síndrome do Intestino Irritável (SII)
Fontes

1. Barbara G, Grover M, Bercik P, et al. Rome Foundation Working Team Report on Post-Infection Irritable Bowel Syndrome. Gastroenterology. 2019;156(1):46-58.e7.

2. Black CJ, Ford AC. Global burden of irritable bowel syndrome: trends, predictions and risk factors. Nat Rev Gastroenterol Hepatol 2020; 17: 473-86.

3. Blake MR, Raker JM, Whelan K. Validity and reliability of the Bristol Stool Form Scale in healthy adults and patients with diarrhoea-predominant irritable bowel syndrome. Aliment Pharmacol Ther. 2016;44(7):693-703.

4. Carbone F, Van den Houte K, Besard L, et al. Diet or medication in primary care patients with IBS: the DOMINO study - a randomised trial supported by the Belgian Health Care Knowledge Centre (KCE Trials Programme) and the Rome Foundation Research Institute [published online ahead of print, 2022 Apr 28]. Gut. 2022;gutjnl-2021-325821.

5. Collins, S. A role for the gut microbiota in IBS. Nat Rev Gastroenterol Hepatol 11, 497–505 (2014).

6. Drossman DA, Tack J. Rome Foundation Clinical Diagnostic Criteria for Disorders of Gut-Brain Interaction. Gastroenterology. 2022 Mar;162(3):675-679

7. Ford AC, Sperber AD, Corsetti M, et al. Irritable bowel syndrome. Lancet. 2020 Nov 21;396(10263):1675-1688.

8. Fukudo S, Okumura T, Inamori M, et al. Evidence-based clinical practice guidelines for irritable bowel syndrome 2020. J Gastroenterol. 2021;56(3):193-217.

9. Hillestad EMR, van der Meeren A, Nagaraja BH, et al. Gut bless you: The microbiota-gut-brain axis in irritable bowel syndrome. World J Gastroenterol. 2022 Jan 28;28(4):412-431.

10. https://www.snfge.org/content/constipation-chronique

11. Kindt S, Louis H, De Schepper H, et al. Belgian consensus on irritable bowel syndrome. Acta Gastroenterol Belg. 2022;85(2):360-382.

12. Lacy BE, Pimentel M, Brenner DM, et al. ACG Clinical Guideline: Management of Irritable Bowel Syndrome. Am J Gastroenterol. 2021;116(1):17-44.

13. Longstreth GF, Thompson WG, Chey WD, et al. Functional bowel disorders [published correction appears in Gastroenterology. 2006 Aug;131(2):688]. Gastroenterology. 2006;130(5):1480-1491.

14. Mearin F, Lacy BE, Chang L, et al. Bowel Disorders. Gastroenterology. 2016;S0016-5085(16)00222-5.

15. Moayyedi P, Mearin F, Azpiroz F, et al. Irritable bowel syndrome diagnosis and management: A simplified algorithm for clinical practice. United European Gastroenterol J. 2017;5(6):773-788.

16. Savarino E, Zingone F, Barberio B, et al. Functional bowel disorders with diarrhoea: Clinical guidelines of the United European Gastroenterology and European Society for Neurogastroenterology and Motility. United European Gastroenterol J. 2022;10(6):556-584.

17. Sayuk GS, Wolf R, Chang L. Comparison of Symptoms, Healthcare Utilization, and Treatment in Diagnosed and Undiagnosed Individuals With Diarrhea-Predominant Irritable Bowel Syndrome. Am J Gastroenterol. 2017 Jun;112(6):892-899.

18. Simrén, M., Tack, J. New treatments and therapeutic targets for IBS and other functional bowel disorders. Nat Rev Gastroenterol Hepatol 15, 589–605 (2018).

19. Sperber AD, Bangdiwala SI, Drossman DA, et al. Worldwide Prevalence and Burden of Functional Gastrointestinal Disorders, Results of Rome Foundation Global Study. Gastroenterology. 2021;160(1):99-114.e3.

20. Sperber AD. Epidemiology and Burden of Irritable Bowel Syndrome: An International Perspective. Gastroenterol Clin North Am. 2021 Sep;50(3):489-503.

21. Vasant DH, Paine PA, Black CJ, et al. British Society of Gastroenterology guidelines on the management of irritable bowel syndrome. Gut. 2021;70(7):1214-1240.

en_view en_sources