área para o
público geral
Acesso
a profissionais

Esquizofrenia

Na esquizofrenia, há suspeita de inflamação crónica no cérebro. Podem também estar envolvidas alterações na microbiota intestinal e no sistema imunitário. 

A esquizofrenia afeta aproximadamente 0,7 % da população mundial. Esta doença psiquiátrica é caracterizada por delírio e alucinações, isolamento social e alterações psicológicas. O aparecimento é mais frequente na adolescência ou no adulto jovem entre os 15 e os 25 anos. 

O eixo cérebro-intestino está envolvido?

A esquizofrenia é muitas vezes acompanhada de alterações gastrointestinais. De facto, a probabilidade do desenvolvimento de doenças psiquiátricas como a esquizofrenia pode estar relacionada com inflamação intestinal crónica envolvendo o sistema imunitário. A origem pode estar num desequilíbrio da microbiota intestinal (flora intestinal) que favorece esta inflamação. Alterações na microbiota foram encontradas em doenças esquizofrénicos, associadas a um aumento da permeabilidade intestinal (bactérias e outras substâncias que passam para a corrente sanguínea através da parede intestinal). Estes estudos parecem indicar um papel fundamental desempenhado pelo eixo cérebro-intestino no desenvolvimento da doença.

Atuando na composição da microbiota

Com estes resultados, vêm ao de cima opções para a prevenção e para o tratamento: uma delas, o reequilíbrio da microbiota por forma a reduzir a inflamação crónica. Estudos têm mostrado que a administração de probióticos pode ter propriedades anti-inflamatórias ao estimular a reação imunitária ainda que, até à data, nenhum tratamento deste tipo tenha demonstrado a sua eficácia na esquizofrenia.  

Fontes :
Inserm. Schizophrenie, dossier d'information réalisé avec Marie-Odile Krebs, Mai 2014, http://www.inserm.fr/thematiques/neurosciences-sciences-cognitives-neurologie-psychiatrie/dossiers-d-information/schizophrenie
Severance EG, Gressitt KL, Stallings CR, et al. Discordant patterns of bacterial translocation markers and implications for innate immune imbalances in schizophrenia. Schizophr Res. 2013;148(1-3):130-137.
Ellul P, Fond G, « Focus sur la schizophrénie : infections, auto-immunité et dysbiose intestinale », L'information psychiatrique, 2016/10 (Volume 93), p. 797-802.
Sherwin E, Sandhu KV, Dinan TG, Cryan JF. May the Force Be With You: The Light and Dark Sides of the Microbiota-Gut-Brain Axis in Neuropsychiatry. CNS Drugs. 2016;30(11):1019-1041.
Nemani K, Hosseini Ghomi R, McCormick B, et al. Schizophrenia and the gut-brain axis. Prog Neuropsychopharmacol Biol Psychiatry. 2015;56:155-160.
Sherwin E, Sandhu KV, Dinan TG, et al. May the Force Be With You: The Light and Dark Sides of the Microbiota-Gut-Brain Axis in Neuropsychiatry. CNS Drugs. 2016;30(11):1019-1041.
Severance EG, Yolken RH, Eaton WW. Autoimmune diseases, gastrointestinal disorders and the microbiome in schizophrenia: more than a gut feeling. Schizophr Res [Internet]. Elsevier B.V. 2014.
Severance EG, Prandovszky E, Castiglione J, Yolken RH, et al. Gastroenterology issues in schizophrenia: why the gut matters. Curr Psychiatry Rep. 2015 ; 17(5):1–10.
Caso JR, Balanzá-Martínez V, Palomo T, et al. The Microbiota and Gut-Brain Axis: Contributions to the Immunopathogenesis of Schizophrenia. Curr Pharm Des. 2016 ; 22(40):6122-6133.
Dickerson FB, Stallings C, Origoni A, et al. Effect of probiotic supplementation on schizophrenia symptoms and association with gastrointestinal functioning: a randomized, placebo-controlled trial. Prim Care Companion CNS Disord. 2014;16(1):PCC.13m01579.
Joseph J, Depp C, Shih PB, et al. Modified Mediterranean Diet for Enrichment of Short Chain Fatty Acids: Potential Adjunctive Therapeutic to Target Immune and Metabolic Dysfunction in Schizophrenia? Front Neurosci. 2017 Mar 27;11:155.
Tomasik J, Yolken RH, Bahn S, et al. Immunomodulatory Effects of Probiotic Supplementation in Schizophrenia Patients: A Randomized, Placebo-Controlled Trial. Biomark Insights. 2015 Jun 1;10:47-54.