área para o
público geral
Acesso
a profissionais

ORL

O termo ORL inclui três parte do corpo: ouvidos, nariz e garganta (que também inclui a boca). A microbiota ORL (otorrinolaringológica) é composta por três tipos diferentes de flora bacteriana: a microbiota oral, a microbiota auricular e a microbiota nasofaríngea.

Várias doenças podem resultar do seu desequilíbrio. 

A microbiota oral junta mais de 700 espécies bacterianas, que contribuem para a saúde oral (dentes, gengivas, língua, etc.) e, de uma forma geral, para a saúde como um todo. Uma alteração neste equilíbrio (disbiose), resultado de uma má higiene oral, de um défice imunitário ou de origem genética pode levar a infeções locais (cáries, periodontites, etc.) que podem evoluir ou causar doenças mais graves, como doenças cardiovasculares. Higiene e cuidados dentários continuam a ser o método mais efetivo de prevenção.

No canal auditivo, a composição da microbiota auricular é muito aproximada à da pele. Trabalhos recentes mostraram a presença inofensiva de Alloiococcus otitis e Corynebacterium otitidis, duas espécies bacterianas que até hoje só tinham sido associadas a infeções do ouvido médio.  Esta descoberta sugere que o canal auditivo funciona como um reservatório de infeções para o ouvido médio.

Ainda que próxima da microbiota oral, a microbiota nasofaríngea, que cobre a vias áreas e a faringe, é composta por germes muito diferentes.

Analisar a microbiota ORL pode levar a diagnósticos precoces de várias doenças que surgem por causa da disbiose e pode ainda contribuir para o desenvolvimento da medicina personalizada com base em probióticos. 

 

Fontes:
Zarco MF., Vess TJ, Ginsburg GS. The oral microbiome in health and disease and the potential impact on personalized dental medicine. Oral Diseases. 2012 ; 18 ; 109-120.
Arweiler NB, Netuschil L. The oral microbiota. A. Schwiertz (ed.), Microbiota of the Human Body, Advances in Experimental Medicine and Biology 902.
Kloos, WE, Schleifer KH. "Staphylococcus auricularis sp. nov.: an Inhabitant of the Human External Ear". International Journal of Systematic Bacteriology. 1983 ; 33 (1): 9–14.
Frank DN, Spiegelman GB, Davis W, et al. Culture-independent molecular analysis of microbial constituents of the healthy human outer ear. J Clin Microbiol. 2003;41(1):295-303.
Bassis CM, Tang AL, Young VB, et al. The nasal cavity microbiota of healthy adults. Microbiome. 2014;2:27. Published 2014 Aug 11.
Tagg JR, Dierksen KP. Bacterial replacement therapy: adapting ‘germ warfare’ to infection prevention. Trends in Biotechnology, May 2003 ; vol. 21, No5, p. 217-223.

Doenças

Modular a microbiota

Probióticos podem afetar o equilíbrio da microbiota. Descubra seus diferentes modos de ação