A microbiota instestinal determina a performance física?

Estará a microbiota intestinal envolvida na performance física e nas lesões? É a esta questão do British Journal of Sports Medicine que os investigadores pretendem dar resposta. As suas hipóteses baseiam-se em várias observações:

  •  A microbiota intestinal, através do sistema imunitário, está relacionada com várias alergias, incluindo asma, um problema comum entre os atletas. Também regula a massa óssea e pode estar envolvida nas fraturas e osteoporose.
  • Parece existir um desequilíbrio da microbiota (disbiose) quando ocorrem síndromes de burnout ou de excesso de treino, como acontece após períodos de stress físico ou psicológico.
  • A tendinite crónica é mais comum em pessoas com distúrbios metabólicos (diabetes, dislipidemia), associados a disbiose.


Consequentemente, a microbiota intestinal dos atletas pode ser utilizada como um marcador da sua saúde física e mental, e para servir como alvo terapêutico na gestão da manifestação da doença.
 

Fontes:

Rankin A. et al. 'Microbes in sport' -The potential role of the gut microbiota in athlete health and performance. Br J Sports Med. 2017 May;51(9):698-699. http://bjsm.bmj.com/content/51/9/698.long