Diz-me quantos lactobacillus tens na tua saliva e dir-te-ei qual a probabilidade de ganhares peso!

Actu GP Dis-moi combien tu as de Lactobacilles dans ta salive, je te dirai si tu risques de grossir !

Níveis baixos de Lactobacillus na microbiota oral podem prever o ganho de peso ao longo do tempo.

 

De acordo com estudos recentes, a composição da microbiota intestinal, em particular a quantidade de bactérias do género Lactobacillus, pode desempenhar um papel na gestão do peso. Investigadores Dinamarqueses testaram esta teoria em 322 voluntários que consentiram fazer análises com seis anos de diferença: altura e peso para medição do IMC*, controlo do aporte calórico e análise da sua microbiota. Os investigadores colheram amostras de saliva, que reflete a microbiota oral, e dividiram os participantes em quatro grupos de acordo com o número de Lactobacilli presentes na sua boca. No início do estudo os participantes tinham um ligeiro excesso de peso e ganharam em média 900g em 6 anos (todos os grupos somados).

Nos indivíduos com um consumo baixo a moderado de hidratos de carbono complexos (pão, sementes secas, massa, etc.) e que também tinham poucos Lactobacilli na sua flora oral, os investigadores verificaram uma correlação com o ganho de peso. No entanto, se os Lactobacilli fossem numerosos, o indivíduo perderia peso se ingerisse poucos hidratos de carbono complexos ou manteria o peso se o consumo fosse mediano. Por outro lado, se o nível de consumo de hidratos de carbono complexos fosse elevado, o peso do indivíduo aumentaria independentemente da quantidade de Lactobacilli. Por outras palavras, o estudo conclui que existe uma associação entre a microbiota e a dieta subjacente à obesidade. A proporção de Lactobacillus na saliva (brevemente os investigadores irão estudar as estirpes individualmente) pode ser um marcador para a predisposição para o ganho de peso.

*O índice de massa corporal (IMC) é definido pelo peso, em Kg, dividido pelo quadrado da altura, em m2; é utilizado para determinar se o indivíduo está abaixo do peso, tem o peso normal, tem excesso de peso ou é obeso.

 

Fontes:

Rosing et al. Oral Lactobacillus Counts Predict Weight Gain Susceptibility: A 6-Year Follow-Up Study. Obes Facts 2017;10:473–482