O leite de soja fermentado é ótimo para si!

Actu GP Le lait de soja fermenté, il a tout bon !

O consumo diário de leite de soja é benéfico para a pele de mulheres na pré-menopausa, mas, de acordo com um estudo japonês, tem que ser fermentado por lactobacilos (bactérias lácticas especiais) para melhorar o equilíbrio da microbiota intestinal.

 

O leite de soja contém substâncias vegetais (isoflavonas) que se acredita proporcionarem muitos benefícios para a saúde. São semelhantes às hormonas femininas (estrogénios) e podem prevenir o cancro de mama, limitar os sintomas da menopausa e da osteoporose e melhorar a condição da pele. No entanto, para serem úteis, as isoflavonas devem ser absorvidas pelo organismo. Uma equipa japonesa demonstrou que uma única ingestão de leite de soja fermentado por lactobacilos e enriquecida com isoflavonas aumentou o impacto da substância ativa das isoflavonas.

E que tal um propósito terapêutico?

Para saber se o leite de soja fermentado tem propriedades mais benéficas para a pele e para a flora intestinal do que o leite de soja normal, os investigadores recrutaram 52 mulheres na pré-menopausa. Todos os dias, por um período de oito semanas, algumas delas tinham de beber leite de soja fermentado por lactobacilos e enriquecidos com isoflavonas, enquanto as outras tinham de beber leite de soja não processado. O impacto de ambos os tipos de leite foi analisado graças a um questionário enviado às participantes sobre a qualidade da pele (elasticidade, secura, delicadeza...) e vários exames médicos (exame da pele, análises à urina e às fezes).

Poucas diferenças entre os dois grupos

Em ambos os grupos, foram observadas a mesma flutuação do nível de isoflavona e a mesma satisfação com a qualidade da pele, e esta última melhoria foi confirmada através de um exame da pele. Segundo os investigadores, foi estabelecida uma ligação positiva entre o nível de isoflavonas e a qualidade da pele. Encontraram uma única diferença: a composição da microbiota das mulheres que bebiam leite de soja fermentado melhorou, passando a incluir mais bactérias “boas”. Os autores concluíram que, se consumido regularmente, o leite de soja melhora a condição da pele, aumentando o efeito benéfico das isoflavonas; e que o leite de soja fermentado tem, como benefício adicional, um impacto positivo sobre a microbiota intestinal.

 

Fontes :

T. Nagino et al. Effects of fermented soymilk with Lactobacillus casei Shirota on skin condition and the gut microbiota: a randomised clinical pilot trial. Beneficail Microbes, 2017, online.