Bactérias intestinais que metabolizam o colesterol?

Um estudo recente lançou luz sobre o mecanismo de ação benéfico de algumas bactérias intestinais nos níveis de colesterol em humanos, mostrando assim um novo papel precioso da microbiota intestinal em nossa saúde.

Publicado em 21 Outubro 2020
Atualizado em 28 Dezembro 2021

Sobre este artigo

Publicado em 21 Outubro 2020
Atualizado em 28 Dezembro 2021

A hipercolesterolemia, ou seja, níveis elevados de colesterol circulante, está fortemente associada ao desenvolvimento e progressão de doenças cardiovasculares, (sidenote: Fonte: Goldstein, J.L., and Brown, M.S. (2015). A century of cholesterol and coronaries: from plaques to genes to statins. Cell 161, 161–172. ) . Medicamentos como as estatinas são estratégias terapêuticas que reduzem os níveis de colesterol no sangue. Infelizmente, essas moléculas não atuam no colesterol da dieta e podem ter muitos efeitos colaterais. E se uma nova via para o tratamento da hipercolesterolemia fosse encontrada no intestino?

Pesquisadores identificaram recentemente na microbiota intestinal o mecanismo responsável pelo metabolismo do colesterol por algumas bactérias, diminuindo assim os níveis fecais e sanguíneos. A ideia de que algumas bactérias intestinais podem quebrar o colesterol não é nova, visto que essa atividade bacteriana já era bem conhecida há cem anos. Mas o funcionamento exato nunca pôde ser identificado em humanos porque a maioria das bactérias é difícil de cultivar em placas de Petri em ambientes de laboratório, tornando seu estudo extremamente complicado.

Usando vários métodos analíticos, os pesquisadores identificaram dentro dessas bactérias o gene IsmA (Intestinal Steroid Metabolism A), que pode estar envolvido no metabolismo do colesterol intestinal. Pessoas portadoras desse gene na microbiota intestinal reduziram (55% a 75%) o conteúdo de colesterol nas fezes em comparação com os não portadores. Os níveis de colesterol no sangue também foram mais baixos nos portadores.

Rumo a novas estratégias terapêuticas?

Essa nova promissora pesquisa pode levar a novas estratégias visando a microbiota intestinal: introduzindo essas bactérias que metabolizam o colesterol na microbiota intestinal ou aumentando seu número usando prebióticos, seria possível combater os níveis elevados de colesterol no sangue.

Old sources

Sources :

Kenny DJ, Plichta DR, Shungin D, et al. Cholesterol Metabolism by Uncultured Human Gut Bacteria Influences Host Cholesterol Level. Cell Host Microbe. 2020;S1931-3128(20)30295-X. 

en_view en_sources

    Leia também