Viver melhor e de forma mais saudável através das bactérias!

Actu GP Espérance de vie

Algum dia seremos capazes de retardar os efeitos do envelhecimento? Agora há esperança, de acordo com os resultados de um estudo que diz que é apenas uma questão de restaurar a nossa flora intestinal.

 

Embora queiramos aumentar nossa esperança de vida, desejamos fazê-lo e permanecer de boa saúde. Vários estudos demonstraram que determinados genes e outras pequenas moléculas estão associados à esperança de vida. No entanto, aumentar a esperança de vida não é sinónimo de manter a saúde durante esse período. Pelo contrário, parece que certas mutações que prolongam a esperança de vida estão associadas a uma saúde mais frágil. Podem estes mecanismos, que parecem funcionar juntos, agir de forma independente? E envolvem a microbiota? Sabemos que a microbiota contribui para a saúde do corpo, em particular porque melhora o seu sistema imunitário e o protege contra agentes patogénicos. É aceitável supor que o envelhecimento, ao interromper esse ecossistema, contribua para a deterioração da saúde.

Uma equipa americana interessou-se por certas moléculas pequenas (indol e seus derivados), secretadas por bactérias da flora intestinal, que desempenham um papel no controlo do período saudável. O indol pode estar envolvido na proteção do hospedeiro contra infeções. Para estudar a relação entre a microbiota e o período saudável, os investigadores alimentaram animais idosos (vermes, moscas e ratos) com bactérias que produziam ou não indol. Em seguida, mediram vários parâmetros que indicam juventude e boa saúde (motilidade, falta de paralisia, resistência a fatores de stress). Os animais que receberam um suplemento de indol aumentaram os índices de saúde e melhoraram a sua capacidade de tolerar alguns fatores de stress.

Então, e em humanos? É razoável esperar o mesmo resultado - que o envelhecimento leva a uma redução na produção de indol. Como tal, os autores sugerem que uma dieta rica em vegetais contendo indol (repolho, brócolos etc.), um suplemento de bactérias produtoras de indol, via probióticos, prebióticos ou transplante fecal, ou a administração direta de indol podem ser métodos eficazes de neutralizar os efeitos da disbiose relacionada com a idade e retardar os efeitos do envelhecimento.

 

Fontes:
Sonowal, Swimm et al. Indoles from commensal bacteria extend healthspan. Pnas, published online, August 21, 2017.